Elocubrar é a variante de lucubrar, compor uma obra com esforço, a custa de muita meditação. Literatura que se faz espremendo o cérebro. (O Autor)-------O Bom humor é a medida absoluta da inteligência do ser humano. (Nietzsche).

LET´S KISS THIS FROG

A Princesa Democracia andava pelos pântanos do reino a procura de um sapo para ser beijado. A feiticeira oficial havia-lhe dito que se beijasse um sapo, este iria se transformar num lindo príncipe. Ela chafurdava seus lindos pezinhos no lamaçal do pântano quando de repente um estranho sapo pulou na sua frente. Era um sapo e tinha barbas.
“É. Acho que vai ter que ser você.”
Beijou o sapo barbudo. Uma luz forte irradiou do batráquio e se transformou num humano. Era baixo, um pouco gordo, com as orelhinhas levemente arqueadas e pontudas e de barbas.
“Obrigado minha Princesa. Meu nome é Luis, mas pode me chamar de Lula.”
Não era bem o que ela esperava. Mas, não podia recusar foi o que o destino quis. Deu um suspiro de enfado e o levou ao castelo. Logo que chegou ao povoado, o Príncipe descobriu uma taverna. Entrou e já foi pedindo um trago e um bolinho caipira. Foi conversando com o dono do bar, com o aldeão que acabara de chegar da lida. Com o ferreiro, com todos que se encontravam no recinto.
“Rapaziada! O sapo barbudo agora é o Príncipe de vocês!” (risadas)
No começo a Princesa até achou conveniente este contato com os aldeões, mas o tempo foi passando e ele continuou na farra da taverna. O tempo foi passando e risadas e bebida a vontade, a farra continuava. A Princesa se cansou da farra e avisou o esperava no Castelo.
No dia seguinte ele não veio como não veio nos demais dias seguintes. Pediu aos assessores que o encontrassem. O Príncipe se encontrava em outra taverna conversando e bebendo como os aldeões. Eis que o reino era ameaçado pelos terríveis orcs bolchevistas. Correram para avisar ao Príncipe que fizesse alguma coisa.
“Eu fazer alguma coisa? Mande o Rei fazer é ele quem manda.”
“Mas é o Príncipe que é encarregado de rechaçar esses perigos.”
“Você é assessor né?”
“Sim. Sou assessor do reino.”
“Pois então eu te nomeio ministro de crise do reino e me deixa aqui com meus companheiros de taverna.”
A Princesa Democracia não gostou da atitude do Príncipe, pois apesar dela o ter escolhido, estas atitudes não eram legítimas. Foi perguntar ao Rei que representava a justiça no reino.
“Minha Princesa. Estas atitudes não corroboram com um verdadeiro Príncipe e o reino está jogado as traças, os orc estão nos nossos calcanhares. Talvez seja melhor você procurar outro Príncipe.”
E lá foi a Princesa de volta o pântano. Lula foi se consultar com a feiticeira quando soube das intenções da Princesa Democracia.
“Para você continuar como príncipe você terá de transformá-la em sapo. Caso contrário ela encontrará outro e você volta a ser um simples batráquio barbudo.”
“E como eu faço para transformá-la em sapo?”
“Você terá de beijá-la a força e enfiar sua língua de sapo na goela dela.”
Lula fez o que a feiticeira indicou. A Princesa Democracia virou uma sapa, os orcs invadiram o reino e tomaram o poder e o Príncipe Lula continua freqüentando as Tavernas do reino. Agora, bebendo com os Orcs Bolchevistas.

Make a comment

*
Smilies
*
Enter the code shown.