Elocubrar é a variante de lucubrar, compor uma obra com esforço, a custa de muita meditação. Literatura que se faz espremendo o cérebro. (O Autor)-------O Bom humor é a medida absoluta da inteligência do ser humano. (Nietzsche).

April, 2008

Reflexões

REFLEXÕES

Ato Único

Cena – Copa do Palácio do Planalto.

Personagens – Lula e mais três assessores.

Cenário – Quando o pano sobe, mostra no palco uma mesa de bar com quatro cadeiras na copa do Palácio do Planalto. Estão sentados bebendo pinga e comendo lingüiça, Lula e seus três assessores. Como se estivessem num boteco de esquina. O espetáculo começa com um dos assessores em pé lendo um trecho do jornal

(Assessor) - ...O presidente eleito diz o seguinte: “O Lula sentado numa cadeira de boteco, comendo lingüiça e tomando pinga, foi um ótimo presidente”.

(Com os olhos embotados de cachaça, Lula levanta a mão pedindo a palavra na mesa e ao mesmo tempo arrota aquela lingüiça que acabou de comer. Os outros, entre um gole de pinga e uma tascada na lingüiça, prestam atenção).

(Lula) - Cumpanheiros. Vou dizer uma coisa muito séria. Amanhã vou deixar de ser presidente e entrarei para o Rol dos ex-presidentes. Isso muito me chateia. Vou sentir falta do meu avião. Vou sentir falta da comida do Palácio. Eta comida boa!! Vou sentir falta desta mesa de bar que instalei aqui no Palácio pra afogar as mágoas. Vou sentir falta de vocês! Meus cumpanheiros. Vocês pendurados no meu saco. Ah! Como eu vou sentir falta disso!

(Assessor) - Mas senhor Presidente! O senhor vai receber uma aposentadoria de ex-presidente. Que não é nada mal. O senhor terá os mesmos privilégios do Efe Agá.

(Lula)- É...vou ter. Vou fazer algumas palestras e cobrar horrores. E vou começar agora. Vocês vão ter de me ouvir!

Cumpanheiros! Vou te dizer uma coisa muito importante. Se cunhado e cumunismo fossem bons não começavam com cú. Veja eu! Vejam eu! tive cunhado, sou cunhado e sei como um cunhado é um pé no saco. Da mesma maneira, fui cumunista, tive amigos cumunistas e sei como o cumunismo é um porre! Nunca entendi direito...nunca entendi direito o que o tal do Max falava.

(Assessor) - Ele sofria de furunculose nas nádegas, Senhor Presidente.

(Lula) - Não diga! Coitado.

(Assessor) - É sim Presidente. Ele, em suas cartas a Engels, reclamava muito que doía.

(Lula) - Vai ver que é por isso que ele deu este termo de cumunismo, imagino como eu ficaria puto da vida se tivesse furúnculos no cú...Deus do Céu! (desce uma talagada de pinga).

(Assessor) - Senhor Presidente.

(Lula) - Sim cumpanheiro assessor?

(Assessor) - Um detalhe. É Marx e não Max e é comunismo e não cumunismo. Senhor Presidente.

(Pausa – Outro arroto. Lula pega o copo de pinga, olha firme para o copo e numa talagada só termina o resto da cachaça.)

(Olhando firme para o assessor)

(Lula) - Então ficaria: Vai tomá no meio do seu "Co"?

Oh garçom! Traz o whiske e mais um prato de lingüiça das boas! Vamos falar da mulherada. Na época do Efê Agá, a mulherada daqui eram mais gostosas?

(Assessores) – Sim.

( Lula inconsolado) – Vou mijar.

O Pano cai.

  • Posted: Wednesday, 2 April 2008 00:29:41 GMT
  • In: FEBEAPA
  • Permalink : Reflexões
  • Comments: 4
  • Viewed 1112 times.
Page 1 of 1. Total : 1 Posts.